Central de Comunicação // CNA

30/05/2018

Agropecuária lidera desempenho da economia no 1º trimestre

Brasília (30/05/2018) – A agropecuária foi o segmento da economia que mais cresceu no 1º trimestre deste ano em relação ao 4º trimestre de 2017, com expansão de 1,4% no período. 

Segundo a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), o setor foi o que mais contribuiu para o resultado positivo para o Produto Interno Bruto (PIB) do país, de 0,4%, divulgado nesta quarta (30) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

“Quando analisamos os setores que compõem a economia nacional e comparamos o resultado do primeiro trimestre de 2018 com o último trimestre de 2017, a agropecuária mais uma vez comprova sua vocação em ser o setor que mais vem colaborado com a geração de riqueza no país”, diz a CNA em comunicado Técnico. 

Enquanto a agropecuária cresceu 1,4%, indústria e serviços tiveram expansão de 0,1% de janeiro a março deste ano.  No acumulado de 12 meses, a agropecuária cresceu 6,1%, o melhor resultado desde 2011.

Ainda na avaliação da CNA, em 2018, embora algumas culturas como o milho safrinha e o arroz tenham sofrido redução por conta de impactos climáticos, “o bom desenvolvimento da cana-de-açúcar, do café e da laranja, deverá compensar parte do crescimento previsto para a safra agrícola brasileira ao longo deste ano”. 

Apesar do bom comportamento do setor rural no primeiro trimestre de 2018, a CNA alerta para a necessidade de redução dos juros para favorecer a contratação de crédito rural no Plano Agrícola e Pecuário 2018/2019. 

“Caso essa queda dos juros não ocorra de maneira substancial, especialmente no crédito agropecuário a ser divulgado no Plano Agrícola e Pecuário, poderá haver uma retração na contratação dos créditos e um consecutivo impacto nos indicadores da agropecuária nos próximos trimestres”.

Assessoria de Comunicação CNA/SENAR
Telefone: (61) 2109 1419
cnabrasil.org.br
senar.org.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
twitter.com/SENARBrasil
facebook.com/SENARBrasil

Veja também